O Mestre da Fala

por Simon Wajntraub

Avaliação: 4.7/5 estrelas (41 votos) | Lido 2036 vezes

O Discurso do Rei: ao Mestre da Fala com carinho e amor

O Mestre da Fala

História muito semelhante à do Fonoaudiólogo Simon Wanjntraub é encontrada no filme "O Discurso do Rei".

Muitos já assistiram ou ao menos ouviram falar do filme “O Discurso do Rei”, que apresenta a história de um rei inglês, que se vê obrigado a assumir o trono em meados da década de quarenta, após seu irmão mais velho abrir mão do reinado. No entanto, o novo Rei apresentava um severo quadro de gagueira, timidez e fobia social, que é o medo de falar em público.

O filme conta, durante sua história, que o Rei havia adquirido a gagueira por dois motivos: sendo criado de maneira extremamente rígida por sua babá, que trabalhou para alterar sua lateralidade, ele era canhoto e o empenho consistia em forçar a sua lateralidade, para que ele se tornasse destro e começasse a escrever e manusear os objetos utilizando a mão direita. Realmente essa é uma causa determinante para a pessoa tornar-se gaga.

No filme, o que mais me emocionou foi o Terapeuta,

Mestre da Fala, que obteve êxito em transformar o Rei gago e com fobia em se expressar em público em um grande orador da Inglaterra. Na mídia, em matérias que comentavam sobre o filme, o Terapeuta é citado como Fonoaudiólogo, porém, na Inglaterra, a profissão tem o nome de Speech Therapist, e o fato mais incrível era que o mestre que ensinou o rei a falar sem ao menos gaguejar era autodidata, um contestador dos métodos convencionais utilizados em sua época – inclusive, no começo do filme, o rei aparece reclamando com um profissional da área, que já não aguentava mais treinar com bolas de gude na boca e em uma ocasião quase as engoliu.

A emoção é grande ao ficar cara a cara com a história da minha vida, também um Mestre da Fala, apresentada através de um personagem real do filme. E o ponto interessante é que o profissional sofria perseguição pela corte por ele não apresentar uma formação acadêmica, porém, após alcançar grandes resultados aplicando uma metodologia revolucionária para a época, transformando o rei em um orador renomado, apesar da timidez social combinada com a gagueira, a corte acabou agraciando-o com condecorações que eram superiores à de um profissional que tinha completado a formação universitária.

Tenho na memória que quando iniciei os meus estudos da fala, no ano de 1968, quando tinha apenas dezoito anos de idade, através do caso de meu cunhado que, após um acidente de carro, perdera a fala e eu a recuperei, naquele momento também iniciava profissionalmente uma carreira brilhante, e criado uma grande polêmica por contestar os métodos da época que eram tradicionais, de chupetas, das rolhas, bolas de gude...

Há quatro anos, já exercia a profissão quando houve o surgimento dos primeiros cursos não oficiais de Fonoaudiologia. Cursei um deles naquele momento, que futuramente se tornou a faculdade de Fonoaudiologia, que aos trancos e barrancos eu cursei, somente para obter conhecimentos nas matérias sobre medicina, otorrinolaringologia, neurologia, audiologia, psiquiatria, oftalmologia etc., porque, em relação às matérias de Fonoaudiologia, contestei sempre a metodologia aplicada na faculdade, provando que eu estava correto e que o método ensinado era completamente errado. Quando houve a regulamentação da profissão, passei por implacável perseguição dos Conselhos de Fonoaudiologia: foram obrigados a fornecer o meu registro pela Justiça, através de um brilhante mandado de segurança. Após isso, ainda sofri uma enorme pressão por vários conselhos de fonoaudiologia, os do Rio de Janeiro, do Nordeste, São Paulo, e o Federal, em Brasília.

Agora, após a profissão despencar totalmente, com várias faculdades de Fonoaudiologia sendo fechadas em diversas cidades do Brasil, algumas delas federais, estou recebendo e-mails de fonoaudiólogos que se arrependeram por terem entrado na pilha dos professores em rejeitar o meu método, estão me pedindo ajuda, até mesmo se desculpando por terem agido de tal forma, sem, ao menos, entrarem em contato comigo. Os e-mails mais incríveis foram enviados por fonoaudiólogos que citam grande aprendizado com o meu site, que possui uma quantidade maior de exemplos em vídeos do que se apresentou nos quatro anos da faculdade.

Como bom espiritualista que sou, mantenho sempre o coração aberto e sigo perdoando a todos.

Devido ao filme, venho recebendo vários e-mails de pacientes e ex-pacientes que estão emocionados com a história do terapeuta do rei, Mestre da Fala, semelhante à minha. Meu livro, que está encerrando sua primeira edição, contém 450 paginas e é acompanhado de um CD que apresenta uma hora sobre exercícios de dicção, oratória e impostação, detalha profundamente toda essa história sobre minha vida e carreira.

Comprem que vocês ficarão certamente emocionados com a história e a semelhança do terapeuta do rei com a minha.

Consultas e Atendimentos sobre Gagueira

O Fonoaudiólogo Simon Wajntraub é a maior referência do Brasil em cura da gagueira.

As consultas podem ser marcadas por telefone – não há a necessidade de se dirigir ao local de atendimento para marcá-las – e podem ser realizadas, pessoalmente, nas cidades de São Paulo, Brasília, Campinas ou Rio de Janeiro (em Copacabana ou na Barra da Tijuca), ou pela Internet. Todos os atendimentos devem ser marcados com antecedência.